Por Que Consumir o Glúten Para Algumas Pessoas Pode Ser Perigoso?

Para não ter problemas de saúde, que têm intolerância ao glúten deve passar longe da substância. Saiba mais sobre a proteína que vem sendo excluída do cardápio de muitas pessoas. Virou moda cortar o glúten da dieta, mesmo sem precisar. Várias pessoas famosas, entre atrizes, cantores e apresentadores de televisão, excluíram a dieta com o objetivo de emagrecer, desinchar, melhorar o humor, Entre outros motivos. No entanto, Muita gente Ainda não sabe o que é o glúten, embora imagine ser algo prejudicial e tenha Vontade de entrar na onda da dieta isenta da substância. O glúten é a principal proteína presente no trigo, centeio, aveia, cevada e malte, que é um subproduto da cevada todos os cereais amplamente utilizados na composição de alimentos, medicamentos e bebidas industrializadas, assim como cosméticos e outros produtos não ingeríveis. A farinha de trigo, é uma das substâncias mais utilizadas tanto em casa quanto na indústria para o preparo de inúmeros alimentos, possui glúten e é esse elemento que permite o crescimento das massas de panificação, tornando leves e porosos, ou seja, o glúten também fica responsável por dar aquela consistência fofinha e tão apreciada em pizzas, macarrão, pães, bolos. Um pouquinho de história o surgimento da Agricultura é relativamente recente na história da humanidade antes dela, o homem caçava e se deslocava para os locais em que existiam vegetais comestíveis só depois descobriu que plantar sementes na terra resultava em futuros alimentos. Portanto, vegetais como trigo, cevada e centeio são também recentes para a humanidade, o que é uma hipótese para explicar a dificuldade que o aparelho digestivo ainda apresenta ao digerir o glúten, com casos de pessoas que apresentam desde reações alérgicas menores até a doença celíaca propriamente dita, contudo as causas para esses problemas ainda não estão desvendados. Doença celíaca Embora um grande número de pessoas queira cortar o glúten do cardápio em que organismo necessita disso, há indivíduos que possuem intolerância ao glúten devido à predisposição genética essa intolerância é chamada de doença celíaca e pode surgir em qualquer idade, porém geralmente se manifesta na EMS infância. Os portadores dessa doença não podem ingerir alimentos que contenham glúten durante a vida toda, pois ele agride e danifica as vilosidades do intestino delgado, impedindo uma digestão normal. a substância cria uma película em volta da parede do intestino que impossibilita a absorção de nutrientes como consequência, ocorrem diversos sintomas, que variam de pessoa para pessoa . Alguns dos sinais que a intolerância do glúten pode apresentar são: barriga inchada, diarreia, perda de peso, anemia, fraqueza, irritação na pele, gases, enxaquecas e, no caso das Crianças, atraso no crescimento o problema é que esses sintomas geralmente são confundidos com os de outras doenças, dificultando o diagnóstico por isso, o recomendado é realizar exames de sangue quando não há desconfiança.

Para não ter problemas de saúde, que têm intolerância ao glúten deve passar longe da substância.

Saiba mais sobre a proteína que vem sendo excluída do cardápio de muitas pessoas. Virou moda cortar o glúten da dieta, mesmo sem precisar. Várias pessoas famosas, entre atrizes, cantores e apresentadores de televisão, excluíram a dieta com o objetivo de emagrecer, desinchar, melhorar o humor, Entre outros motivos.

No entanto, Muita gente Ainda não sabe o que é o glúten, embora imagine ser algo prejudicial e tenha Vontade de entrar na onda da dieta isenta da substância. O glúten é a principal proteína presente no trigo, centeio, aveia, cevada e malte, que é um subproduto da cevada todos os cereais amplamente utilizados na composição de alimentos, medicamentos e bebidas industrializadas, assim como cosméticos e outros produtos não ingeríveis.

A farinha de trigo, é uma das substâncias mais utilizadas tanto em casa quanto na indústria para o preparo de inúmeros alimentos, como por exemplo, fazer salgados para vender. A farinha de trigo possui glúten e é esse elemento que permite o crescimento das massas de panificação, tornando leves e porosos, ou seja, o glúten também fica responsável por dar aquela consistência fofinha e tão apreciada em pizzas, macarrão, pães, bolos.

Um pouquinho de história o surgimento da Agricultura é relativamente recente na história da humanidade antes dela, o homem caçava e se deslocava para os locais em que existiam vegetais comestíveis só depois descobriu que plantar sementes na terra resultava em futuros alimentos.

Portanto, vegetais como trigo, cevada e centeio são também recentes para a humanidade, o que é uma hipótese para explicar a dificuldade que o aparelho digestivo ainda apresenta ao digerir o glúten, com casos de pessoas que apresentam desde reações alérgicas menores até a doença celíaca propriamente dita, contudo as causas para esses problemas ainda não estão desvendados.

Doença celíaca

Embora um grande número de pessoas queira cortar o glúten do cardápio em que organismo necessita disso, há indivíduos que possuem intolerância ao glúten devido à predisposição genética essa intolerância é chamada de doença celíaca e pode surgir em qualquer idade, porém geralmente se manifesta na EMS infância.

Os portadores dessa doença não podem ingerir alimentos que contenham glúten durante a vida toda, pois ele agride e danifica as vilosidades do intestino delgado, impedindo uma digestão normal. a substância cria uma película em volta da parede do intestino que impossibilita a absorção de nutrientes como consequência, ocorrem diversos sintomas, que variam de pessoa para pessoa .

 Alguns dos sinais que a intolerância do glúten pode apresentar são: barriga inchada, diarreia, perda de peso, anemia, fraqueza, irritação na pele, gases, enxaquecas e, no caso das Crianças, atraso no crescimento o problema é que esses sintomas geralmente são confundidos com os de outras doenças, dificultando o diagnóstico por isso, o recomendado é realizar exames de sangue quando não há desconfiança.

Tratamento necessário

Se não tratada corretamente como uma dieta isenta de glúten, o celíaco progredirá para uma forma mais agressiva da doença. Ela pode ocasionar baixa estatura, osteosporose, infertilidade, malformações fetais e câncer de intestino, entre outros graves problemas, portanto, uma vez feito o diagnóstico da doença, é fundamental conversar com o médico e o nutricionista para iniciar o tratamento adequado e único: a dieta sem glúten é doença celíaca não tem cura e não existem medicamentos capazes de combater o problema, mas, com a exclusão total do glúten da alimentação, os sintomas desaparecem e a mucosa intestinal se recupera em um ou dois anos é preciso ter bastante atenção e cuidado com a alimentação, pois a ingestão de glúten pode acontecer sem que se perceba e, mesmo em quantidades mínimas, já pode trazer complicações danosas para o paciente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *